terça-feira, 8 de agosto de 2017

O paradigma do menos é mais para os movimento da qualidade hospitalar e segurança do paciente.

Os sistemas complexos estão cheios de interdependências - difíceis de se detectar - e de respostas não lineares. "Não linear" significa que, quando se dobra a dose de, digamos, um medicamento, ou quando se dobra os funcionários de uma fábrica, não se obtém o dobro do efeito inicial.

domingo, 23 de julho de 2017

Quando a Acreditação Hospitalar mais atrapalha do que ajuda II

Quem poderia orientar consultores a se deterem em padrões e não em orientações rígidas e inegociáveis de como adequar-se a eles? 



Estão orientando hospitais que ainda estão dando os primeiros passos em estruturação física e de pessoas nas comissões hospitalares a fazer o ideal, comprometendo condições para fazerem o possível.

Numa discussão recente sobre revisão de óbitos em hospital de conhecido, a orientação foi de "obrigatoriamente revisar TODOS".

Eu trouxe recentemente ao Brasil Allen Kachalia, Chief Quality Officer at Brigham & Women’s Hospital. Se em Boston pensam e fazem assim, o que passa na cabeça dos consultores brasileiros? Será excesso de romantismo ou falta de conhecimento específico mesmo?


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...